Rede NAMI

A Rede NAMI é uma organização de direito privado, sem fins lucrativos, que tem como principal finalidade o uso da arte como veículo de transformação cultural positiva para a promoção dos direitos das mulheres, em específico pelo fim da violência doméstica. Surgiu em 2010, registrando-se formalmente em 2012, pelo desejo de sua fundadora, Panmela Castro, em contribuir para o fim da violência contra a mulher e fomentar o protagonismo das mulheres nas artes. Ao longo de mais de uma década a organização tem desenvolvido projetos que já impactaram diretamente a vida de mais de 15 mil mulheres, principalmente mulheres negras, no Brasil. Através da metodologia inovadora de seus projetos, a NAMI promove mudanças estruturais na sociedade, usando a educação e a informação como elementos principais para que cada vez mais pessoas saibam como lutar por seus direitos. Além disso, cada participante que passa pelos programas também gera um impacto positivo em sua própria comunidade, compartilhando e multiplicando os conhecimentos sobre seus direitos com outras pessoas. Como reconhecimento de seu trabalho, a NAMI já foi homenageada pela 12ª Bienal da UNE (2021), indicada para o 3º Prêmio seLecT de Arte e Educação (2020), e recebeu em 2018 a visita da Malala Yousafzai, jovem militante pelos direitos das mulheres à educação e a pessoa mais jovem a ter recebido o Prêmio Nobel da Paz.